terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Eu não amo meus filhos como eu deveria...

Esteriotipo de Mãe




*livre-arbítrio: Faculdade da vontade para se determinar.

Algumas mulheres não nasceram para ter filhos! E isso é uma afirmação e não um julgamento punitivo. 
Imagino que elas até gostariam de sentir esta explosão de amor que eu, ou você sentimos, mas não conseguem. E OK! Elas não são um demônio por isso. 
Podem se esforçar por amar, mas não conseguem ter uma entrega a maternidade. Ou até tentam, mas dura minutos e desistem.

O que fazer nessas situação?

Se você está gravida e não sente nada pelo seu bebê... espere: A maioria só se apaixona realmente à primeira vista. 

Se você já tem seu filho e sente que não o ama como deveria, ou como pensa que deve, há várias situações a avaliar:

Primeiro: Você está bem? Sempre foi assim, ou é uma ausência de sentimentos nova? Não é caso para avaliar uma possível depressão? Uma depressão,que lhe comprime e você não se reconhece,lhe deixa apática sem sentimentos por seus filhos?
Neste caso, a boa notícia é que existe tratamento. Com alguma medicação, regulação hormonal e/ou terapia, as coisas podem melhorar. 

Segundo: Você sempre foi assim?
Você está bem, é feliz com sua vida, mas não se vê como mãe. 
Se não tem filhos, não tenha! Sem julgamentos... seja feliz sem filhos, não deixe que ninguém lhe imponha essa "regra". 

Você não se vê como mãe, mas já tem filhos:
Tudo bem. Não deve ser fácil viver em uma sociedade que lhe diz estar fora dos padrões, mas a verdade é que com esforço e boa vontade você pode sim ser uma boa mãe, mesmo que seu sentimento não seja de puro amor.
O amor pode sim se treinado e aprendido. Todos nós, seres saudáveis, e não psicopatas, podemos aprender a amar.É uma escolha. É um livre-arbítrio que deve partir da sua vontade em amar. Você pode sempre "se determinar" escolher quem você quer ser.

Minha dica é: não se compare, não tente ser como as outras mães.
Se esforce diariamente por ser gentil e dar amor, carinho e minutos de companheirismo por dia. 
Para você será mais difícil, mas é um exercício diário, um treinamento.
Ninguém nasce sendo uma Ginasta Olímpica, mas com 8h de treino diário, por alguns anos, você consegue algumas medalhas. 

Ser mãe, pode não ser sua vocação,mas se você já tem filhos, se está gravida, supere-se e dê o seu melhor.

Tudo que queremos e precisamos de verdade, conseguimos fazer. 
Basta foco, vontade e interesse sincero.

Você não precisa ser  a  melhor mãe  do mundo, mas mesmo que não ame seus filhos, como pensa que deveria, se esforce e você será uma boa mãe.


* "livre-arbítrio", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/livre-arb%C3%ADtrio [consultado em 16-02-2016].

2 3 4 5 6 7

Postagens populares