sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Porque eu te amo, não te socorro sempre.



"Caiu meu amor? Vem cá na mamãe. Levanta que te dou um abraço.
Não consegue? Tenta de novo...
Eu te mostro como se faz... agora é sua vez de fazer sozinho.
Você pode... não faz mal errar. Amanha fazemos de novo."

Criamos com apego, com muito amor, com colo e carinhos infinitos. Mas deixamos eles fazerem sozinhos.

Reconhecemos a dor, confortamos quando caem, respeitamos o sentimento deles por mais dramáticos que por vezes nos pareçam. O sentimento do nosso próximo é importante e nos preocupamos. Mas deixamos eles se levantarem sozinhos, mostramos que quando se chegarem a nós socorreremos, e insistimos que continuem tentando.



A escada é alta, mas eles precisam superar os desafios.
Se você tirar todos os obstáculos a frente do seu filho, vai criar uma barreira mental para eles. Vão crescendo com medo de cada pedrinha do caminho. Incapazes de ousar. Isto é MIMAR no mau sentido. 

Estou ali para socorrer, supervisionar, dar um conforto. Mas quem faz, é ele.
2 3 4 5 6 7

Postagens populares