segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Adoro sling, mas meu bebê fica no carrinho sim!

Eu amo o sling, quem já leu o texto "Bebê tem manha", sabe que eu usei mais de 1 ano e foi a nossa salvação.
Mas...
Com o Pedro, tentei, me parecia mais prático te-lo no porta-bebês, para  brincar com a mais velha,passear pelas ruas esburacadas e sem rampas. Porém, como sempre existe um porém. Minha coluna vertebral, já não aguenta. E, sim  decidi usar o carrinho.

Pedro com 2 meses no clube.


Tive outra perspectiva, das mães de carrinho.
Percebi que existe um certo preconceito, afinal, quem ama mesmo, leva junto ao peito. Será?  

Muitas mães dizem que o bebê no inicio, fica "chatinho", choramingando, isso é fato. A maioria, e mesmo recém nascidos, podem ficar assim.
Como eu disse, não tinha escolha, era no carrinho ou nada. 

Primeiro mês foi no sling, ainda aguentava os 4 a 6 kg. Mas já com dores horríveis, eu tirava aflita.
E quando coloquei no carrinho, é claro que ele reclamou. E o que eu fiz? Nada... continuei a empurrar, ignorei um pouco, até ele se acalmar. A falta de opção faz isso, você se obriga a aceitar. Ele aceitou, eu aceitei. 

Criei uma rotina, e todos os dias a meio da manha vamos ao parquinho (hoje com 9meses) e ele dorme no carrinho enquanto brinco com Joana. Amamento, pego no colo, e volta para o carrinho. Dou atenção, brinco, distraio, mas...no carrinho.




Ele recebe menos "apego"? Nunca!!! Ele é meu ursinho fofinho.

A Joana é mais feliz por ter estado mais de 1 anos no sling?  Sei lá... a verdade é que temos que ter algum "trauma de infância", e se este for o dele, tudo bem, eu posso viver com isso. 
Recomendo o sling? Sim, maravilhoso e super prático, para quem pode.
Quem usa o sling é mais próximo do bebê? Na minha experiencia pessoal, de mãe super apaixonada e que cria com apego, Não!

Como mães, não temos muitas certezas, mas eu garanto, meus dois filhos são muito amados.

2 3 4 5 6 7

Postagens populares