Mostrando postagens com marcador Ser boa mãe. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ser boa mãe. Mostrar todas as postagens

Relacionamento abusivo!


Muitas pessoas são vítimas de relacionamentos abusivo. Nem sempre dentro de casa, nem sempre por alguém tão próximo. Mas o mal está lá e pode destruir muitos sonhos e aprisionar sua vida de uma forma inexplicável.



Quem é mãe, sabe do que estou falando...


Dói tudo, hoje são hérnias cervicais e lombares. Dói como um parto, tenho 3 filhos, sei bem a dor. Mas sim, estou aqui, eles precisam brincar.
Cheguei ao hospital com tantas dores esta semana, que tive que usar cadeira de rodas. Mas antes vesti as crianças, e levei para a escola. "Como você fez isso?" perguntava o neurocirurgião com o relatório da TAC em mãos? "Se você fosse mãe, saberia". A enfermeira riu.
Dói, mas eles precisam comer, vestir, brincar, ir a escola, fazer suas actividades, medico...
Me arrasto aqui, descanso um pouco ali, vou me poupando, mas a mãe não repousa.
Queria? ah como queria... mas se eu não fizer, quem faz?
Quem é mãe, sabe do que estou falando...
Stephanie Matos, grata e ansiosa por dias melhores.

Três filhos, cada um à sua maneira.


Ela foi parto normal com muita dor e violência obstétrica, andou no sling wrap quase 2 anos, gritava desesperada no carrinho e cadeirinhas do carro. Mamou no meu peito até seus 3 anos e meio. Dormiu comigo até os 5 anos. Entrou para a escola aos 6 anos.
Pedro, cesariana, carrinho e pouquíssimo sling, suportava um pouco melhor a cadeirinha do carro. Mamou até os 2 anos. Dormiu comigo até os 2. Entrou na escola aos 3 anos.
Jorge, parto nirmal, um momento sereno e humano. Não mamou no peito, é carregado por todos, inclusive pelos irmãos. Adora estar no carrinho e nunca chora na cadeirinha do carro. Dorme na caminha dele feliz da vida, bebe uns 2 biberões de 240ml por noite. Entrou para creche aos 10 meses.

Será que dou menos amor a algum deles?

TER STRESS EM CASA É O NORMAL!!!

Casa "calminha" o tempo inteiro, relacionamento sempre com cara de publicidade, nem Jesus conseguia... Ter aflições não é o problema.... mal é cair no desanimo e não conseguir sair disso. Vem fazer parte da família no www.maedefamilia.pt subscreva o canal e ative as notificações para ser avisado dos vídeos. Um canal que fala de amor, cuidado, respeito pelo próximo.

Todo dia é dia de festa nessa casa!


Três máquinas de roupa lavadas (Deus obrigada pela máquina de lavar e quem a inventou, ah, e ao tipo que projetou o sistema de água encanada também).
Choveu, roupa molhou, estendi dentro de casa.

Fechei outra parceria com uma marca conhecida, respondi pedidos S.O.S das minhas clientes online.
Jorginho não foi a creche, dormiu mal, tossiu a noite, não tive coragem de me separar dele.

Marido trabalhou parte do dia em casa, servi almoço, viajou para Holanda. Dois dias sem meu amor, cuida comigo a noite inteira do bebé.. Ah como faz falta...

Busquei as crianças 2h mais cedo na escola, precisava trabalhar a "Fala" do Pedro, temos tido tanto progresso.... #TEA
Joana anda apaixonada por matemática, estou aproveitando a fase (hiperfoco?).
As 8h já estavam na escola, desde às 6h acordados.

Faltam poucos dias para Jorginho fazer 1 ano... Estou cansada, com sono, mas não me queixo de nenhum momento até aqui. Ok, talvez me arrependa de um ou outro "surto"... quem nunca?

Este fim de semana nas mini férias, no hotel, sempre que passávamos era um acontecimento. "Nossa, é uma tropa" "São todos teus"? As tantas já ria e respondia, "não, a menina adotei na China, 1 na Itália, outro da Romênia e o Loirinho encomendei na Alemanha"

Deus, por favor, NUNCA DEIXE MINHA CASA VAZIA! 🤲🏻🙌🏻🤲🏻

Por Stephanie Matos, a Mãe de Família. Acreditem, a Stephanie, aquela estranha que tinha os cabelos bem vermelhos é a mãe.

Memorias de infância


Fui comprar material que a professora de artes da escola da Juju pediu... Deparei-me com telas, pincéis, tintas. Pensei com nostalgia e carinho: "não demora muito tenho que apresentar tintas aos Jorginho que já tem quase 11 meses".
Oh que saudades de tintas em casa, tudo lindo, momentos cheio de risos... depois uns surtos de "Pelo amor de deus não põe a mão aí"...
Tintas no chão, portas, maçanetas e lavatórios. Por fim coloco, com um abraço só, os dois vestidos dentro da banheira, para ver se consigo conter a contaminação em massa dentro de casa.
E a linda arte que fizeram?? Oi??? aquilo colorido cheio de tinta que destruiu o sofá? Eu deixei na mesa uns momentos depois me enchi de coragem e guardei no alto do armário da cozinha para terminar de secar... (não pus no lixo 💪🏻).
Passado um mês ou 5, encontrei, morri de culpa e pendurei na parede. oi

Oh que lindo, que saudades de dias de pintura.
(justo hoje recebi notificação de memória)

Por Stephanie Matos, a mãe de família que ama demais, exagera na empolgação e depois não dá conta de tudo que planeja. 😍

Superproteção ou cuidado?

Todos tememos, de alguma forma, perder ou ver sofrer quem amamos. Por um acidente, ausência prolongada, dificuldades e constrangimentos,  morte.
Queremos quem amamos próximo de nós ou ao menos bem amparados, seguros na vida.
Mas... muitas vezes, justamente no intuito de cuidar e proteger, nós limitamos ou damos armas desnecessárias aos nosso queridos.

Assista o vídeo...

Mãe perfeitinha e sempre de bom humor

As mulheres que nunca erram na maternidade, Quem são? Onde vivem? de que se alimentam? como se reproduzem? Descubra você também.


Dona de casa feminista?


Politica social começa em casa. Ser submissa a quem? Porque? 
O que eu devo ensinar aos meus filhos sobre direitos e deveres iguais?

Adotei parte de mim


"Eu não saio desta vida sem adotar um filho"... dizia eu... mal sabia o que a vida me reservava... Adotei? por assim dizer, sim... tenho além dos 3 biológicos um por adoção de amor...
Filho do marido no primeiro casamento....
Coração se aperta de saudades dele e se alegra por faze-lo sorrir...  Não compro uma cueca aos meus sem comprar para ele, não sou capaz, de comprar um brinquedo sem oferecer a ele... Oque estou eu a dizer???? eu não dou chiclete para Joana sem dar ao Afonso, estando ele ou não... É nosso, é filho, é minha família...
Recomendo, é desafiador, mas se você tem amor para dar, dê... adote em amor ou no papel, mas adote. Se Deus quiser ainda adotamos um que realmente não tenha pais que os proteja.
Sou mãe, esse é meu ministério, sou serva do amor.


#cuidar #cansa #aindaBem #naoNasciparaDescansar #amoCuidar #teamoAfonsinho #maede3quase4 #maedefamilia

Devo ter mais filhos??


Perguntaram-me porque tive o terceiro filho. É uma questão estranha, mas entendo, a intenção real era ter argumentos para se convencer de que não é uma má decisão.
Não, nunca vai ser o momento certo. Sempre será complicado, difícil, cansativo, dispendioso. O importante é perceber até que ponto isso é o foco do teu olhar.
Oque te move a vida?
Para mim, hoje com 36 anos, "creio logo existo".
Deixo confuso, todo e qualquer indivíduo que tente compreender meus princípios e valores.
Não, eu não junto tesouros na terra. Vivo cada dia o seu próprio mal. Choro, rio, trabalho, construo, espero... Tudo por hoje.
Esta noite foi em claro. Pedro, 4 anos, com dores do pós cirúrgico, retirou adenoides e amígdalas há uns 4 dias. Joana, 7 anos, está doente e contaminou Jorginho com 7 meses. Foi gemidos por todo lado. Graças a Deus estamos todos bem. Marido 100% acordado cuidando do bebé a noite toda.
Estou exausta, e agora pensava nessa pergunta que frequentemente me fazem. Porque ter mais 1 filho, passar por tudo de novo, e sem dinheiro para isso?? Não é irresponsável?
"O meu Justo viverá pela Fé, e se ele recuar..."
Grata por que meu olhar me permite dar e receber vida.

Ele já anda?


Este é meu Jorginho, meu bebé clichê que sorri, olha nos olhos e se acalma no abraço. Assim como foi meu Pedrinho até o dia que começou a ter medo de crianças e preferir adultos (nem sempre também), corria para a estrada sem medo dos carros, saltava do alto do escorrega e se caísse de cabeça no chão não deitava uma lagrima. Dizia ola e chau, acenava com a mão... dizia algumas palavrinhas e parou de tentar se comunicar verbalmente.

"Você não deixa ele falar, esta respondendo por ele... quer ver? Pedro, só te dou àgua se você disser ÁGUA"

Deixou as fraldas e sozinho se levantava a meio da noite para fazer xixi, sem acordar ninguém, ia e voltava do penico. Até que... começou a fazer coco e xixi na roupa. Aqui fases vem e vão. Não temos certezas sobre nada, além do que me prometo diariamente a dar, cuidado, carinho, correção, respeito e paciência. Agora voltou a falar e nas ultimas 2 semanas aceita repetir oque pedimos que diga (Exatamente como foi com a Joana depois dos 3 anos e meio)

Quem eu amo mais, Jorginho, Pedro, Joana?? é possível essa questão existir??? Qual deles é o mais capaz? 

Cada pedacinho meu tem seu eu que fez-me apaixonar por ele.

Não é sobre evoluir fisicamente, sobre quando senta, deita, rebola, anda ou fala.
É sobre ser cuidado e irradiar oque recebe.
Este é meu Jorginho, irmão do Pedrinho e da Joana. Crianças ricamente amadas e tratadas como se fossem revolucionar o universo, com tudo que aprendem e os permito fazer.
Este é o Jorge, que assim como teu filho, veio mudar o mundo.

Fazendo caras e bocas sim...

Com fraldinha de pano do terceiro filho ao colo, babador verde, saco com bolachas, água e sei lá mais oque tem por aqui.
Apoiada no carrinho de bebé, no parquinho das crianças e cheia de mães à volta reclamando da exaustão que seus filhos lhes causa.
Caras e bocas sim, com uma pilha de roupas que desisti de passar hoje, primeiro eles. Compras por fazer e compromissos adiados.
Caras e bocas por eles, por mim. Bela e em paz em meio ao que insistem em chamar de caos. Caos? Filhos? Nunca... Caos é não os ter.
Caras e bocas de respeito por mim e uma pitada de "tô nem aí" com um misto de "beijinho no ombro" para toda dificuldade.
E rio-me do dia futuro. (Pv. 31.25)

A Palavra quase esquecida.


Tinha eu 11 anos quando uma jovem, veio a nossa igreja.
Eu já tocava o violão, e na ante sala da igreja, à entrada junto à porta de saída, estava eu quase que secretamente a tocar acompanhando o grupo que estava lá a frente no palco do altar.
Entrou, disse que queria me ensinar uma musica que segundo ela eu ia gostar muito.
Foi a primeira e ultima vez que escutei alguém cantar esta canção... mas hoje, 25 anos depois, enquanto grata observava as pessoas que amo, cantarolava em minha mente, vezes sem conta, esta inesquecível letra.
"Uma palavra tão linda já
Quase esquecida me fez recordar
Contendo sete letrinhas e
Todas juntinhas se ler cativar
Cativar é amar
É também carregar
Um pouquinho da dor
Que alguém tem que levar
Cativou disse alguém
Laços fortes criou
Responsável tu és
Pelo que cativou
Num deserto tão só
Entre homens de bem
Vou tentar cativar
Viver perto de alguém"
E agradeço a Deus porque tenho cativado pessoas de bem, fazendo jus ao trecho final da canção.
E a tal Jovem, como um anjo que entra executa uma tarefa e vai, não chegou a entrar dentro da igreja, veio, ensinou e saiu.
Por Dra.Stephanie Matos

Valorize quem te ama tanto...


Pedrinho tem me dado uma media de 2 beijos a cada 10 minutos... e ontem, caminhávamos pelo calçadão da praia aqui de Cascais. Como a maioria sabe eu tenho autismo #Asperger, assim como Joana e o Pedro ( #orgulho #tea ) e no meio de tanta gente ao fim da tarde, eu estava aflita, ansiosa, segurando as mãos do meu marido porque nessas horas eu evito caminhar olhando para frente. A ansiedade me deixa mesmo com raiva, zangada... mas sou "gente grande" e me controlo como é óbvio. Pedro, Joana e Afonso iam em bicicleta à nossa frente passando pela ciclovia... Pedro de tempos em tempos vinha dar-me um beijinho e corria de novo.
Em uma destas vezes eu disse, "Para Pedro, chega de beijos!"#maedesnaturada 
Não eram os beijos que incomodavam, eu é que estava ansiosa, fico mesmo diferente com tanta gente. A partir dali Pedro  começou a fugir e ir mais rápido que os irmãos... Joana e Afonso iam atrás dele, Jorge pai empurrava o carrinho do Jorginho, e eu aflita ia atrás dele... não tardou muito o inevitável aconteceu. Caiu e feriu a sobrancelha, um corte que vai deixar uma cicatriz bonita para ele se lembrar.
Ali, com sangue as pessoas ficaram muito prestativas. Uma senhora correu para o socorrer, eu de trás já dizia : "Não lhe toque por favor!!" (Já pedindo desculpas à generosa senhora) Tinha medo que reação dele agravasse a ferida.
Graças a Deus eles usam capacete, escolhemos uns para patins que são maiores e protegem mais a cabeça do que os que se usa para bike.
Com muita calma comprimi a ferida, fiz um curativo.
 Ficou como se nada tivesse acontecido, ele está bem...

Depois de tudo acontecer, lembrei do gatilho, como a rebeldia começou.
Sinto uma pontinha de culpa é claro, mas fiz questão de deixar claro, "Pedrinho fez doidoi porque desobedeceu e fugiu".
Nós acertamos, erramos, somos gente... Agora estou aqui, ansiosa para que chegue e me encha de beijinhos.

Primeiros dias com irmãos, pós parto.

Vocês que me acompanham sabem, temos casa cheia. Pai,mãe, e 4 crianças... 
Já escrevi aqui um texto sobre como foi a chegada do Pedrinho, meu comportamento com Joana durante a gravidez e como a preparei para isto. Ela tinha a mesma idade que tem hoje o Pedrinho, 3 anos. 

Mas desta vez, são a Joana cm 6, Afonso com 6 (enteado) e Pedro com 3. E como é óbvio, toda a atenção para que ninguém se sinta menos amado, cuidado e protegido.

Com Joana e Pedro tem sido natural, estão aqui todos os dias. Afonso que vem aos fins de semana, combinamos que principalmente durante a licença do pai (por mim era sempre), ele o vai buscar enquanto a mãe autoriza, à escola e depois dorme com a mãe em casa. Somos quase vizinhos, uns 6km separam-nos. 

Ter filhos exige esforço, continuar a vida normal no dia a seguir ao parto custa-me um esforço sobrenatural... minha cabeça vai se deteriorando um bocado, choro e continuo, não há super heróis ou cavalaria que nos venha socorrer, então é ter foco e seguir adiante.

Ando me arrastando, levo Joana e Pedro a escola e os vou buscar, não mudei a rotina deles. Continuo a fazer os trabalhos da escola com eles, refeições, roupas e estar com eles na cama antes de dormir, como sempre. Com sorte ainda vamos ao cinema esta semana e o pai fica com Jorginho em casa. 

Minhas escolhas, meu fardo, sem culpar ninguém... a vida precisa seguir seu fluxo, espero que eu sirva de instrumento para a paz em minha casa. 

Ando mesmo exausta física e mentalmente... mas grata. Estamos bem, em paz e assim deve ser.

Sogra, venha nos visitar!!! 

Ótimo pai... Ótimo marido?


Existe uma cobrança gigantesca para que a mulher depois de ser mãe, continue a ser atraente, carinhosa e com libido...
Depois do parto alguns esperam que tenhamos um período de adaptação, mas logo somos muito incentivadas à ser a virtuosa que cuida da casa e da família e principalmente, consiga manter o casamento. "Vai se arrumar mulher!"

Mas e o marido?
Que ele mantenha a virilidade e interesse sexual, isso não duvido... mas e aquele carinho, respeito, cuidado e preocupação com a esposa, consegue?

Se o homem cuida dos filhos todos já aplaudem, "Olhem que marido bom, brinca com os filhos e até limpa o bumbum ao mais novo"... Algumas dizem..."sorte a tua, o meu nem isso faz!"

Mas e o resto?? Ele também faz as mesmas "atualizações" de comportamento que tanto exige de sua mulher?

A mulher tem que se adaptar a nova rotina de vida, mas o homem tem que ainda mais se esforçar para ser o marido que protege não apenas as crias, mas principalmente sua noiva.

Um toque não sexual de cuidado, um gesto e palavras amigas... aquele olhar de atenção enquanto exausta ela te conta que o bebê não arrota, então tem gases e assim ela ficou acordada a noite toda, por isso não teve forças para mais nada.

O homem que ampara a parte mais forte da sua casa enquanto está frágil, porque sabe que ela precisa de aconchego, elogio sincero e afeto não condescendente.
A noiva, a amada mulher que, por mais que queira, não consegue ser a que edifica se lhe falta o que a fez construir sua casa: Amor.

Que a mulher precisa se cuidar por ela mesma e pelo seu marido, ok! disto todo mundo fala. Mas e sobre você marido... suprir as necessidades afetivas, emocionais nessa fase em que ela está a precisar do teu abraço e do teu braço?

Postagens populares