sábado, 9 de janeiro de 2016

Socorro, meu filho está terrível!!!



Birra?? Foto de Mãe de Família

Sim, eu dei uma "exagerada" no título. Mas quando as coisas esquentam, tudo fica assim, à flor da pele.

Sabe aquele momento em que você perde o controle das coisas? A criança se desespera, começa a gritar, e você implora a Deus para te fazer invisível?
Sim, é mais fácil, você ficar invisível, do que a criança se acalmar.

Como fazer a criança "voltar ao normal"?
Empatia.

Aliás, esta é uma solução que deveria ser usada com todo ser humano.

Coloque-se no lugar da criança. Não menospreze a dor que ela está sentindo.
Dor por frustração, cansaço, sono,confusão mental, medo, insegurança, revolta... dor sem motivo aparente. Mas dor.
Sinta essa dor, tenha compaixão e não raiva.
Pare, respire, esqueça todos que estão olhando. 
Não tente se exibir, mostrar quem manda. 
Tenha compaixão, e se preocupe com o seu filho, que está ali sofrendo. Por mais que você saiba que não existe razão para tamanho escândalo.

Olhe com amor, abrace.
Pegue no colo. Não para levar a criança para outro lado. Apenas para estar ali com ela no colo.
Sem gritos, ou tom áspero, diga: "Eu estou aqui. Vamos sair daqui e vamos ficar juntos."

Ser Mãe, exige muita paciência. E isso não é apenas dom, é escolha.
Você a todo momento tem 2 escolhas. Se irar, ou ceder ao amor e com ele seu fruto, a paciência.

É como a história dos dois lobos. O lobo mau e o lobo bom que lutam entre si.
Vence o lobo que alimentamos.

" No amor não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor." 1João 4.18

2 3 4 5 6 7

Postagens populares