terça-feira, 2 de maio de 2017

As regras aqui de casa. Como ter filhos bem comportados?


Há algum tempo escrevi este texto, e todos os dias avalio os benefícios de se viver assim, respeitando o espaço e tempo deles, sem impor mais limites dos que a própria infância já tem. Estou aqui para acrescentar o que Deus entregou-me pronto, não quero estragar o diamante Dele.
Todos os dias vigio meu exemplo e minhas palavras, ensino a argumentar e expor sentimentos. Não quero ser a causadora dos maus pensamentos.
Porque cortar as asas desses "anjos" que Deus me permite diariamente cuidar, amar?
Faço de conta que são meus, mas nunca me deixo esquecer que são TEUS.

Com vocês, o Estatuto da Criança Bem Comportada.


"Criança deve brincar, correr, falar alto e rir muito.
Deve comer, se lambuzar, sentir texturas e se expressar.

A criança deve inventar, imaginar, fazer de conta;
Precisa se aventurar, rir das palavras difíceis;
Cair, ralar o joelho e olhar direto para o sol.

Pular na cama, no sofá, desbravar esconderijos;
Inventar musicas e palavras novas. Se zangar.

Querer por que sim e não querer por que não.

Precisa rolar no chão, tentar fazer cambalhotas e dizer cabeu;
Provar a pimenta, entornar o saleiro e balançar as perninhas na cadeira alta.

Mexer nos brinquedos, dar língua aos desconhecidos que assustam, e virar a cara quando não quer beijar.

Criança deve ser espontânea...

Fazer criancices e ser infantil.

Deve ser protegida e orientada;
Receber ajuda, sem criticas ou defeitos.

Qualquer criança deve poder, descobrir os limites de uma existência que "começou a começar".

Deve acima de tudo, ser amada...

E afastada de quem não sabe amar."
         Stephanie Cabrita, a Mãe de Família


2 3 4 5 6 7

Postagens populares