sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Quando desistir?

Ninguém gosta de desistir, mas desistir, pode ser o melhor.
Parar de focar na cura e apenas manter os "cuidados paliativos".

Para quem não sabe, os Cuidados Paliativos em medicina, são os cuidados que damos a um doente quando não é possível cura, ou pelo menos, não se sabe mais o que fazer. Para diminuir o sofrimento do doente, e não só, é um cuidado que pode ajudar ao doente a restabelecer sua dignidade que pode ter perdido por causa de tanto sofrimento, medo e falta de respostas, no contexto que ele está vivendo.

E o que seria o cuidado paliativo na família?

É aceitar que o que você não queria de jeito nenhum pode acontecer e iniciar a "contenção do problema" pode ser o melhor.
Por exemplo:
×Um filho sair de casa, depois de uma briga com os pais:
Pode ser um bom tratamento para ele aprender a se governar sozinho. Crescer com suas próprias pernas. Mas Mãe que é mãe, nunca abandona, mantém sempre a supervisão.... os cuidados paliativos

× Separação:
Infelizmente um casamento pode não resultar.
Se vocês só brigam, estão fazendo mal a todos em casa, e nenhum tratamento resultou. Hora de começar os "cuidados paliativos".
Dêem-se um tempo.
Não se preocupe, quando é da vontade de Deus, tudo melhora.
O verdadeiro amor lança fora todo o medo. Viver com medo, não é de Deus.
E se não houver mais cura para este casamento tão ferido, é hora de iniciar os cuidados paliativo. Muitas vezes isto exige uma equipe multidisciplinar.
Pode incluir a presença de pessoas que realmente gostam de você, e até mesmo uma mudança total de vida.

×Uma gravidez adolescente: 
É a hora que todos tem que apoiar, amparar sua filha. Nunca abandone Maria gravida. Eu sei que Deus prepara uma manjedoura num estábulo para ela se for preciso. Mas você vai mesmo querer abandonar Maria a própria sorte?

×Um namorado que não é o seu sonho;
Você não os vai conseguir separar. Então, põe o rapaz no sofá. "Manter os 'Inimigos' sempre mais perto"

×Sexo antes do casamento.
Você não admite..mas.. mais vale ensinar, orientar do que deixar que alguma coisa ruim aconteça aos seus filhos. Doenças, violações, gravidez adolescente. Tantas situações que uma mãe sensata poderia ajudar a conter. Você com certeza, tendo bom senso e não julgando, saberá lidar com essa situação da mesma forma que Jesus soube. Contendo as pedras.
E outros tantos exemplos que você mãe saberá identificar, e poderá iniciar os cuidados paliativos.
Dar o braço a torcer, pode parecer doloroso agora. Mas veja pela sua própria experiência. As vezes que você desistiu... você realmente se arrependeu? que rumo sua vida teria tomado se você continuasse "dando murro em ponta de faca"?
Se você pensa que ainda não é este o seu caso, mas para lá caminha,está quase...
 leia o post E quando não deu certo?
Saber o momento de desistir pode salvar sua vida, e sua alma.
2 3 4 5 6 7

Postagens populares