terça-feira, 20 de outubro de 2015

NÃO A VIOLÊNCIA NA MINHA CASA!

"Ele me chamou estupida e jogou a comida no lixo"
"Minha mãe disse que eu deveria ter sexo com o namorado dela"
"Meu pai me tocou e mandou eu tocar em suas partes intimas"
"Acordei a meio da noite e meu irmão estava me apalpando. Ele me violou"
"Meu bebê chora muito, eu tenho que deixar ele no quintal gritando, para não incomodar meu marido."


"Meu marido é bom homem, mas quando está nervoso, me dá chutes."
"Meu marido me obrigou a ter sexo com ele e outra mulher."
"Ele bate muito nos meus filhos, não tem paciência. Tenho medo que um dia os mate."
"Meu namorado pensa que é meu dono, eu já não gosto dele, mas ele não me deixa terminar"

"Tenho 13 anos e meu pai, me obrigou a casar, com um homem da nossa igreja"
"Quando me atraso no trabalho, minha mulher me chinga com nomes horríveis e diz que tenho outra mulher."

Recebo essas mensagens, de Famílias que pedem meus conselhos, situações de evidente violência doméstica. (Algumas palavras são muito piores mas eu tive que alterar)

Em alguns lugares, é comum, crianças serem obrigadas a se casar, em troca de sustento.
Mulheres que acreditam que o casamento é para sempre, independente dos maus tratos.
Ou que os pais podem fazer o que quiserem com os filhos, com a desculpa da boa intenção, de educar.


Dia 25 de Novembro, é o dia internacional, dedicado a lembrar a todos, que a violência dentro de casa, é tão grave quanto um assalto ou estupro por desconhecido.

Por isso, convido vocês a postar sua foto de perfil ou nossa foto no instagram e facebook, em forma de protesto.

Com a  #minhafamilia_sem_violência
Cada um de nós pode ser a diferença que queremos ver no mundo. Nosso protesto será pela nossa casa. E podemos incentivar os nossos vizinhos e conhecidos a dizerem Não.
Partilhe com seus amigos.
Podemos salvar vidas!
2 3 4 5 6 7

Postagens populares