Grupo Mãe de Família SA

sábado, 14 de novembro de 2015

Pray For Paris


Triste, mas todo sábado temos ouvido falar de alguma tragédia. Algumas mais perto, outras mais longe. Mas a dor do nosso próximo é a nossa.
Como mãe,esposa, e filha... como ser humano, entendemos a dor. Sabemos que tragédias acontecem o tempo todo. Mas nunca nos tornamos imunes ao sofrimento alheio.
Certa vez, eu conversando com meu professor de anatomia, lhe perguntei...
 "alguma vez iremos nos habituar a tantos morto que vemos diariamente?"
E ele respondeu:
" O dia em que você se sentir insensível a morte, deixe a medicina"

Todo sofrimento alheio, nunca deve ser superfulo ou normal.
Nós choramos com os que choram, e pedimos que a misericórdia de Deus os console.

2 3 4 5 6 7

Postagens populares