terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Papai Noel. Aqui em casa não ensinamos o mito.

Gosto da "magia" do natal. Esse sentimento de paz e de que tudo é possível. E quero acreditar que foi por isso que criaram a história do bom velhinho que trás presentes, de forma anônima para todas as crianças do mundo.

Que sentimento maravilhoso de igualitarismo e proteção que esse Papai Noel nos transmite.
Mas como nós bem sabemos isso é um mito. E pensando nisso, decidimos fazer viver o velhinho. Torna-lo real na nossa casa.

mãe de Famíia


Como?

Desde o ano passado, Joana com 2 anos, lhe dizemos para separar os presentes que 
ela vai dar.

Hoje foi o dia de separar brinquedos e roupas, que ela vai dar, para outra menina brincar.

Não lhe dizemos que TEM que fazer.

Explicamos que existem outras meninas , que não tem tantos brinquedos e ficariam felizes em receber o que ela der.

E ela separou bonecas, e coisinhas que inclusive ainda usa. 

Confesso que eu não estava a espera de tanto desprendimento.




Minha dica é... se quer incentivar essa atitude por parte dos seus filhos, seja sincero e não faça promessas.

Não diga para dar porque vai receber mais, ou por ser bonito.
Eles entendem, eles tem dentro deles o sentimento de compaixão e cuidado.
Não obrigue, nem diga para fazer por que outro fará também.

Explique sobre a situação de outras crianças do mundo, não deixe seu filho crescer numa bolha sem problemas.

O Natal é uma boa oportunidade, para embutir esses valores.

Cá em casa criamos uma tradição Natalícia e espero que ela mantenha para sempre no coração dos meus filhos.

Ela sabe...

Ela é o Papai Noel, e já começa a entender, que é muito gostoso dar presente e que saber que outra pessoa está feliz, é a recompensa.

2 3 4 5 6 7

Postagens populares