domingo, 29 de maio de 2016

Direitos e deveres, as crianças também têm.


Não faço figuração! Tenho meu tom de voz mais áspero, minha filha sabe logo que está errada.
Digo várias vezes por dia :
"Para com isso!"
"Cuidado!"
"Desce daí A-G-O-R-A!"
"Nãããããããão!"
E a que mais detesto ter que dizer :"fala baixo antes que os vizinhos venham reclamar!" 

Eu não tenho mimimi...se é para resolver eu falo transparente e digo:"isso não pode por isso!"
Ensino, mostro como fazer...Tento dar sempre o melhor exemplo (#escolhasdiarias #dificilMasEuChegoLá), e estou presente dando atenção.

Ela sabe os direitos dela. Eu explico sempre.
Ninguém pode te tocar se você não quiser. Ninguém pode te bater, NUNCA, nem eu. "Se eu te bater, briga comigo, eu não posso!"
Ela tem o direito de não ser obrigada a nada, nem tomar banho. Eu explico sempre os motivos e ela entende faz o que é preciso. Ela é inteligente e esperta. Porque preciso obrigar alguém inteligente a fazer o que é bom para ela mesma? Não preciso.


Ela sabe os deveres dela.
Tem que cuidar da roupa suja dela, poe no cesto para lavar. Tem que guardar os brinquedos, de preferencia na mesma hora que termina de brincar. E ela sabe que se não fizer, ela não terá espaço para brincar, porque fica tudo uma desordem. Esse é o castigo de quem não arruma a casa. Fica com a casa suja e já fizemos o teste. (Risos)

Ela nunca pode gritar contra as pessoas, a não ser que infrinjam os direitos dela. Sim...eu quero que ela grite se alguém lhe tocar sem seu consentimento.

Não quero que ela mude ou deixe de ser como ela é. Apenas aparo as arestas. Mesmo que nem sempre goste muito, deixo ela inventar e fazer o que a imaginação da cabecinha fértil dela manda. E olha que a cabeça dela não desliga.

Minha responsabilidade é educar, mostrar o certo, mas as escolhas quem faz é ela. Certo ou errado, ela aprende principalmente com as consequências, sob TOTAL supervisão parental.
2 3 4 5 6 7

Postagens populares