segunda-feira, 23 de maio de 2016

E se meu filho bater ou apanhar de outra criança?



A primeira coisa que nos vem a cabeça é: a criança bate porque aprendeu a bater em casa.
Mas não, isso não é verdade.
Nem sempre os filhos são um reflexo dos pais, ou do que eles vivem em casa.

Crianças tem um cérebro em desenvolvimento, um corpo individual, e nem sempre o meio influencia o comportamento.
Tudo em sua casa pode estar perfeitamente bem, e seu filho ter crises nervosas, gritar e até bater nos coleguinhas.
Eles fazem as próprias escolhas independente da opinião dos pais.

E o que fazer neste momento?
Sim, você deve fazer alguma coisa, bater é muito errado e seu filho precisa saber isso.

Bater não é normal, e não é "coisa de criança" ou uma "fase" que vai passar.

Toda atitude errada deve ser corrigida. Devemos sempre impedir a agressão, (sendo nosso filho vítima ou agressor) e afastar neste momento do meio onde estão.

Seu filho deve saber que apanhar não deve ser tolerado e você como responsável deve protege-lo, nunca ensine a bater de volta.Ensine a pedir socorro e por favor, socorra sempre. (Tal como queremos que uma autoridade nos proteja e por isso incentivamos a denuncia)

Se ele é o agressor?
Oriente, com respeito, explicando que bater não é bom, que o afasta dos amigos e que não deve ser feito, independente do motivo.

Não fale mal da criança que bateu em seu filho, nunca ofenda ou critique os pais, principalmente a frente dele. E muito menos no caso contrário.
Nunca trate a vítima como inferior ou diga que "mereceu" apanhar. Mesmo que você pense assim, isto é errado.

Violência não deve ser tolerada. Somos seres humanos e devemos ensinar nossos filhos a expressarem-se com palavras. As frustrações podem e devem gerar queixas e reclamações, e nunca pancadas.

Educamos para a vida toda, não apenas para a infância.
2 3 4 5 6 7

Postagens populares