terça-feira, 28 de junho de 2016

Por favor mamãe...




Ontem brincava com minha filha na piscina... e lhe dizia :"para de me jogar água, se não eu saio". Joana adora essa brincadeira. Atira-me a água e ri contente.
"Por favor mamãe, não sai... brinca comigo".
Ela não sabe o poder que essas palavras têm sobre mim.

Neste mesmo momento, parei para refletir.
Sim, na piscina, vigiando meu filho mais novo e brincando com a mais velha, parei segundos para refletir. Coisa de mãe...
E percebi as barreiras desnecessárias que criamos para nós mesmas o tempo todo. E tomamos essas barreiras como verdades absolutas.

É hora do almoço,se não comer agora, eu fico furiosa e obrigo a comer?
É hora de dormir, se não pararem de brincar já, vou te por de castigo?
Faz o que estou mandando agora, se não....
Para de me jogar água feliz e brincando na piscina, se não, eu não brinco mais contigo.

Acho que se ela fosse adulta agora, diria:
"Mãe, não quero comer agora. Daqui há pouco, quando eu tiver mais fome, como. O importante é eu ser alimentada, e nem sempre tenho fome a mesma hora.
Se eu brincar muito, se tiver meu dia bem feliz, vou dormir naturalmente sem brigas. E quando não quero dormir já, é porque estou feliz com sua companhia e quero aproveitar um pouco mais.
Você está mandando e mandando...e não me explicou porque realmente devo obedecer. Não sou burra, eu entendo.
E mãe, piscina é lugar para se molhar... brinque e seja feliz comigo. Seu cabelo você arruma depois. Desfrutar minha infância, só podemos fazer agora."

Eu sei, nem sempre conseguimos fazer assim. Temos uma barreira em nossa cabeça, que nos diz que eles estão errados,  que agir assim é permissivo e insensato. Que os devemos podar, corrigir, dizer não o tempo inteiro.

Será?

Quem disse que tantas regras e proibições os torna sensatos? Até Jesus veio para ensinar que quem vive amando e sendo amado, age bem, independente das regras impostas.

Espero que, todo amor que estou dando, todas as barreiras que estou transpondo, a façam ser feliz, aproveitando o máximo cada fase de sua vidinha.

Vou continuar aprendendo com ela, com uma criança, a viver. E todos os dias ela me ensina que, muros, limites e limitações, foram feitos para serem ultrapassados.
2 3 4 5 6 7

Postagens populares