domingo, 31 de julho de 2016

A casa está cheia de brinquedos coloridos e caros, mas seu filho não para de choramingar?



Sabe aquela pessoa, que não importa o quanto tenha, está sempre infeliz? Pois é... você pode estar formando um.

É claro que podemos dar brinquedos aos nossos filhos, mas temos que ter as motivações certas.

Você compra um brinquedo a pensar no que? "Ah...com esse ele vai ficar quietinho e vai me deixar em paz algumas horas" ou diz coisas do tipo "você tem tantos brinquedos, vai brincar sozinho" ?

Acredite, eles trocam qualquer brinquedo por uma rotina de brincadeiras em família. Qualquer jogo no computador, tablet e sei la oque, por um jogo de bola, ou uma historia contada com carinho. Até mesmo, te ajudar a descascar cebola. Desde que seja feita com tua boa vontade.

Minha dica é: quando for comprar um presente, pense em como você vai usar ele. Sim, você, não seu filho.
Porque não adianta comprar uma bicicleta ao seu filho de 3 anos, se você não vai sair para andar com ele. Ou pelo menos estar ali de olho, interagindo.

Uma rotina de brincadeiras, de jogos de historias, sai até mais barato.
Basta esforço sincero.



Não crie um ser humano consumista que precisa tentar tapar o vazio com todas as bugigangas coloridas do mercado.
Eduque pessoas que valorizam a existência do outro, e saibam ocupar seu tempo, dando e recebendo carinho de verdade.
2 3 4 5 6 7

Postagens populares