Booking.com

O que é ter um enteado, como é ser a Madrasta?

Toca agora a musica que mais cantamos juntos, ele e eu, e senti meu coração se apertar um bocadinho. Sabe aquele sorrir por pensar em alguém?
Ele hoje tem 6 anos, erra as palavras enquanto canta, não sabe dizer melanina, já lhe expliquei 509 vezes mas sempre erra... 😁
Escolhi amar como meu, independente de amanhã, o hoje faço para sempre. 

Ter um enteado é ser a madrasta, aquela que não corrige porque isso é coisa do pai, mas que educa com o exemplo. Mando para cama, insisto para que lave os dentes DE VERDADE!! Oriento como uma professora ao aluno.

Preocupo-me como mãe, tal e qual aos meus 3 filhos, com a mesma paciência. 

Ter um enteado é trazer alguém para dentro do que antes era apenas minha família, é não ter apenas meus filhos. É ouvir tua filha dizer aos coleguinhas quando convidam para a festa de aniversário, posso levar o Afonso?? E sim, todos sabem quem ele é... é o nosso irmão, nosso filho, aqui é tudo NOSSO!

Os irmãos brigam? As vezes desentendem-se, discutem e obviamente o pai ou eu atuamos, nenhum é mais protegido... o foco é: Estão a brincar sozinhos, não conseguiram resolver um problema e brigaram? ESTÃO TODOS ERRADOS!
Se vejo que um está mais exaltado trato de chamar para outra atividade... do tipo... "quem não tirou o prato da mesa??" As vezes basta 1 segundo afastados para acalmarem-se.

Ter um enteado é ter avós, tios, cães, casas extra, para ele e para nós. Quanto mais gente boa a nossa volta, melhor!

É ouvir os avós que são dele e do Jorginho (que nasceu desta relação) perguntarem quanto calçam os meus e eu fazer questão de lembrar que o pé do Afonsinho cresceu. É meu pai vir de férias do Brasil e perguntar, qual o tamanho do pé dele? Ele é assunto cotidiano, e não só ele, mas as famílias adoratam-se entre si.

É regar uma plantinha que vem com arestas, umas ramas tortas que com respeito envolvemo-nos até que se encaixe.

Tenho ciumes do meu marido com o filho? Nossa!! Eu tenho é um orgulho brutal... na verdade foi o que fez-me apaixonar à primeira vista. Estava com o filho quando nos conhecemos.
Sou a que mais insisto para que compre o melhor para ele, insisto para que em nossa casa ele tenha as coisas todas que precisa, acho terrível ter que trazer e levar todo fim de semana de uma casa para outra.
Aqui é a casa, aqui tem tudo o que precisa. Insisto sempre que a prioridade são eles os 4, Jorge, Pedro, Afonso e Joana... todos tem igual. Se é o melhor para um é o melhor para os 4. Se menos para um, menos para os 4.

É preocupar-se com os trabalhos que a escola envia para fazer em casa e se os livros estão cuidados e sem orelhas.

Em resumo... é ter um filho que não nasceu de mim e será meu até que a morte nos separe porque não faço planos de pedir meu marido para que saia de casa.
Para se afastar da alcateia, é preciso maltratar muito esta loba aqui...

Se Deus o livre deixar de ser, agora não me interessa... Foco no hoje porque para mim "Basta a cada dia o seu próprio mal". :)
Porque te amo, com carinho, tua Mãedrasta. :)
2 3 4 5 6 7

Postagens populares