sexta-feira, 15 de abril de 2016

Devo deixar meu filho escolher?




Claro que nós queremos filhos capazes de escolher, mas há situações em que, damos opções que não existem.
Por exemplo:

É hora do almoço e você pergunta: "você quer comer?"
Na hora das refeições, TODOS devem sentar-se à mesa. Nunca devemos obrigar ninguém a comer, mas não precisamos apresentar a falsa proposta de não precisar comer.

O que você quer comer?
Eu sei, nem sempre planejamos as refeições (eu recomendo que faça e tenho um texto sobre isso aqui Menu do dia) e por preguiça, ou sei lá o que, surge a pergunta: 
O que você quer?
Não devem existir opções. Para qualquer comida do dia, mesmo que na hora do lanche, você deve por na mesa e dizer, vamos comer. Se você tem mais que uma opção,  fruta ou iogurte, deixe as duas a frente dele. Mas em regra geral, prepare o prato e diga:"vamos todos comer".

O que você quer fazer?
Todo ser humano gosta de ideias, opções realistas. Isso transmite segurança. Apresente duas propostas, ou simplesmente diga:"vamos ao parquinho". Ou: "vamos a tal lugar fazer isso". Sim, deve sempre especificar o que vai fazer. A não ser que seu filho seja grande o suficiente para saber onde ir e você esteja disposto a fazer o que ele pediu.

Quer tomar banho?
Ops! Há coisas que não existem mesmo escolhas. Sem gritos e dramas, prepare tudo, e diga:"pode entra para o banho". E pronto.

Evite perguntas, quando o que deve ser feito não existe opção. Reflita sobre esse texto, e se policie... Excesso de "vontades" causa confusão e medo. E como pais, somos o alicerce,a certeza que eles tem nessa vida.

Leia também Eu disse Não!
2 3 4 5 6 7

Postagens populares